# Atividades escolares - Professor # Gêneros textuais

Textos sobre cada dificuldade ortográfica


ALFABETIZAÇÃO

FOFÃO

            VOVÓ FAZIA BATATA E BIFE.
            FOFÃO VEIO DA SALA.
            FOFÃO É O GATO DE SOFIA.
            ELE VIU A PANELA DE BIFE NO FOGÃO.
            VOVÓ APAGOU O FOGO E SAIU.
            VUPT!...FOFÃO SUBIU NO FOGÃO PARA PEGAR O BIFE.
            VOVÓ OUVIU O RUÍDO ABAFADO E VEIO AFOBADA.
            - SAIA DAÍ, FOFÃO! O BIFE É DE SOFIA.
            FOFÃO É MUITO DANADO.
.................................................................................................................................
CÉLIA            
ce – ci
            É MUITO CEDO:
            CÉLIA ACORDA COM O CANTO DA CIGARRA.
            ELA PÕE UM CINTO DE LACINHO COM UM VESTIDO CINZA E FALA:
            - HOJE É DIA DE VACINA, VOU AO CENTRO DA CIDADE.
            CIRO RI DE CÉLIA:
            - VOCÊ VAI SOZINHA? E COM ESSA CARA TODA SUJA? DE DOCE?
            CÉLIA PARECE UMA MOCINHA. ELA DIZ:
            - NÃO É CARA, CIRO. É FACE! E EU NÃO COMI DOCE, COMI CEREJA!
.............................................................................................................................................
A GIRAFA       ge  - gi

            REGINA E EUGÊNIO SÃO GÊMEOS.
            DOMINGO ELES FORAM AO ZOOLÓGICO.
            MUITA GENTE FOI VER A GIRAFA.
            A GIRAFA É UM ANIMAL SELVAGEM.
EUGÊNIO PERGUNTOU A REGINA.
- OUVIU O RUGIDO DA GIRAFA?
REGINA RIU DO IRMÃO E FALOU:
- A GIRAFA NÃO RUGE. ELA É MUDA.



O CASTELO
as – es – is – os-us

ESTELA É UMA FADA.
ELA MORA EM UM CASTELO.
AS PAREDES DO CASTELO SÃO DE BISCOITOS.
AS JANELAS SÃO DE ROSCAS DE COCO.
AS PORTAS SÃO FEITAS DE BOLOS E SUSPIROS.
AS ESCADAS SÃO DE GOIABADA CASCÃO.
TODOS OS DIAS ESTELA VAI A CASCATA.
A CASCATA É DE SUCO DE UVAS MADURAS.
VOCÊ GOSTARIA DE IR AO CASTELO DE ESTELA?
.................................................................................................................................

PASTEL E BALA DE MEL
al – el – il – ol – ul

            VOVÓ ALBA É CALMA E MUITO AMIGA DE SÍLVIA.
            ELA SABE FAZER BALA DE MEL E PASTEL DE PALMITO TÃO GOSTOSOS!
            VOVÓ SENTA-SE AO SOL PARA BORDAR UMA ALMOFADA AZUL.
            SÍLVIA E  SEU GATO NOEL SALTAM EM VOLTA DA VOVÓ.
VOVÓ ALBA PEDE A SÍLVIA:
- SÍLVIA, PEGA O CARRETEL AZUL PARA MIM!
SÍLVIA PEGA O CARRETEL E SORRI PARA A VOVÓ:
- VOVÓ, EU DOU O CARRETEL SE VOCÊ FIZER PASTEL E BALA DE MEL.

...................................................................................................................................



UM CÃO INTELIGENTE

an – en – in – on – un


            VANDO ANDAVA PELA FAZENDA DO TIO BENTO.
            PINGO IA JUNTO DE VANDO, PULANDO E ABANANDO O RABO.
            VANDO SENTOU-SE NA PONTE PARA VER O RIO.
            DE REPENTE, PINGO LATIU, PUXANDO A ROUPA DE VANDO.
            VANDO LEVANTOU-SE RÁPIDO, ZANGADO COM PINGO.
            MAS LOGO VANDO ENTENDEU TUDO. UMA SERPENTE ESTAVA JUNTO DELES.
            VANDO SAIU CORRENDO DALI COM PINGO. DEPOIS, FALOU PARA O CÃO:
            - PINGO, VOCÊ É INTELIGENTE. AINDA BEM! UMA SERPENTE É UM PERIGO.
............................................................................................................................................
UM PIQUENIQUE NO PARQUE
            qu

            QUINTA – FEIRA, SEU JOAQUIM FALOU PARA JAQUELINE:
            - QUE TAL UM PIQUENIQUE NO PARQUE?
            OS DOIS FORAM PARA O PARQUE. LEVARAM PÃO DE QUEIJO E QUINDIM.
            O PARQUE ESTAVA UMA BELEZA! MIQUINHOS PULAVAM NAS ÁRVORES.
            JAQUELINE VIU ESQUILOS E PORQUINHOS-DA-ÍNDIA ESCONDIDOS NO CAPIM.
            ELA FICOU ENCANTADA COM OS PERIQUITOS QUE ESTAVAM NO VIVEIRO.
            SEU JOAQUIM PERGUNTOU A JAQUELINE:
            - JAQUELINE, ESTÁ GOSTANDO DOS PERIQUITOS VERDES?
            JAQUELINE APONTOU UM PERIQUITO BEM AMARELO E FALOU:
            - PAI, ESTE PERIQUITO AQUI NÃO ESTÁ VERDE. ELE ESTÁ BEM MADURO!
O HIPOPÓTAMO E A HIENA
h

            HELENA LEVOU HUGO AO ZOOLÓGICO.
            LÁ HAVIA MUITOS ANIMAIS.
            HELENA DISSE:
            HOJE VOCÊ VAI CONHECER O HIPOPÓTAMO E A HIENA. O HIPOPÓTAMO É HERBÍVORO. ELE SÓ COME ERVAS.
            NAQUELA HORA, HUGO OUVIU A HIENA DAR UMA GARGALHADA.
            - VOCÊ OUVIU HELENA? PARECE A GARGALHADA DE UM HOMEM.
..........................................................................................................................................
O COELHINHO ABELHUDO
lh
            JÚLIO TEM UMA CRIAÇÃO DE COELHOS. AMÉLIA AJUDA JÚLIO A CUIDAR DOS COELHOS. AMÉLIA É MUITO TRABALHADEIRA. ELA ANDA DE OLHO NO COELHINHO MALHADO. ELE VIVE FUGINDO DA COELHEIRA.
            MALHADO TEM OS OLHINHOS VERMELHOS, VERMELHOS. AS ORELHAS DELE SÃO ENORMES. MALHADO É MUITO ABELHUDO. MEXE EM TUDO. ONTEM, AMÉLIA SE DISTRAIU E MALHADO FUGIU. O COELHINHO DEU CAMBALHOTAS, SUBIU NAS TELHAS DA COELHEIRA E FOI COMER REPOLHO. DEPOIS SE ESCONDEU DENTRO DE UMA CALHA E FICOU TODO MOLHADO.
.............................................................................................................................................
NA CHÁCARA
ch
            SEU CHICO E DONA CHIQUITA MORAM EM UMA CHÁCARA.
            ELES TÊM UM CACHORRINHO CHAMADO CHICOTE.
            SEU CHICO SAI DE CHAPÉU DE PALHA. ELE VAI COLHER CHUCHU E CHICÓRIA E O CHICOTE VAI JUNTO.
            DE REPENTE, COMEÇA A CHOVER, SEU CHICO DIZ:
            - CHICOTE, VAMOS PARA CASA! A CHUVA ESTÁ FRIA!
            DONA CHIQUITA FEZ CHÁ, CHOCOLATE E BOLACHAS. SEU CHICO PÕE OS CHINELOS E VAI TOMAR O LANCHE COM DONA CHIQUITA.

A VISITA
s com som de z
            ÍSIS PASSA UNS DIAS NA CASA DA AVÓ.
            VOVÓ ISAURA GOSTA DA VISITA, MAS ÍSIS É LEVADA.
            ELA FAZ MUITA CONFUSÃO POR TODA A CASA.
ÍSIS SOME COM A TESOURA, COM OS PARAFUSOS DA TELEVISÃO E MEXE NOS VASOS DE PLANTAS. VOVÓ FICA NERVOSA, MAS ÍSIS VEM COM UMA ROSA NA MÃO E UM SORRISO:
- VOVÓ, ESTA ROSA É PARA ENFEITAR SEU CASACO!
VOVÓ ISAURA ACABA DANDO RISADA.
............................................................................................................................................
CLARICE VAI À ROÇA
ç
            CLARICE É A FILHA CAÇULA DE DONA CINIRA.
            CLARICE ESTÁ PASSANDO AS FÉRIAS NA ROÇA.
            BEM CEDINHO, CLARICE SAI COM A TIA CECÍLIA PARA VER AS PLANTAÇÕES.
            CLARICE APRENDE MUITAS COISAS INTERESSANTES: O AÇUCAR É FEITO DA CANA. O BAGAÇO DA CANA É APROVEITADO PARA ALIMENTAR OS ANIMAIS. UM AÇUDE É UM LAGO DE ÁGUA REPRESADA.
            CLARICE ANDA DE CARROÇA E TAMBÉM DE CARRO DE BOI.
............................................................................................................................................
DALVA E RAUL
al – el – il – ol – ul
            OS RAIOS DE SOL ACORDAM DALVA.
            DALVA SALTA DA CAMA E ACORDA RAUL:
            - RAUL, VAMOS SOLTAR PIPA?
            RAUL PÕE O CALÇÃO AZUL E DALVA VESTE O MAIÔ COR DE MEL.
            DALVA E RAUL VÃO SOLTAR PIPA À BEIRA-MAR.
            RAUL DESENROLA O CARRETEL E A PIPA VOA BEM ALTO. ELA VAI PARA O LADO DO FAROL.
            DALVA E RAUL VOLTAM PARA CASA NA HORA DO ALMOÇO.



A GUERRA DAS FORMIGAS
gue – gui
            DEBAIXO DO PESSEGUEIRO
            EXISTE UM FORMIGUEIRO.

            PASSA O SOLDADO GUERREIRO
            E PISA NO FORMIGUEIRO.

            ZANGADO, O GUERREIRO
            FAZ UMA GRANDE FOGUEIRA.

            AS FORMIGAS DECLARAM GUERRA
            CONTRA O SOLDADO GUERREIRO,
            DEBAIXO DA MANGUEIRA.

            A MANGUEIRA, NÃO GOSTANDO DA GUERRA,
            RECLAMA PARA A FIGUEIRA.

            AS COLEGUINHAS DECIDEM
            COM A GUERRA ACABAR.

            A MANGUEIRA TOCA GUITARRA
            E A FIGUEIRA SOLTA FOGUETES.

            O FORMIGUEIRO SE ESPANTA
COM O BARULHÃO.
            VAI EMBORA DE SUPETÃO.
            E TODOS CHEGAM À CONCLUSÃO
            DE QUE A GUERRA
            NÃO VALE A PENA NÃO.
.............................................................................................................................................


NÃO MEXA EM CAIXA DE MARIMBONDOS
am – em – im – om – um
            MARCELO ANDAVA PELO CAMPO. ELE AVISTOU UMA CAIXA DE MARIMBONDOS NUM IMBUZEIRO E DISSE:
            - VOU ACABAR COM ESTES MARIMBONDOS!
            COM UMA VARA COMPRIDA, MARCELO TENTOU DERRUBAR A CAIXA DE MARIMBONDOS.
            OS MARIMBONDOS VOARAM ZUMBINDO PARA CIMA DO MENINO.
            MARCELO SAIU CORRENDO PELO CAMPO E OS MARIMBONDOS ATRÁS.
            DE REPENTE, MARCELO LEVOU UM TOMBO E CAIU NUM RIBEIRÃO. SÓ ASSIM SE LIVROU DOS MARIMBONDOS.
............................................................................................................................................

O BURRINHO TORRESMO
rr
            TORRESMO É UM BURRINHO. SEU PÊLO É MARROM-ESCURO. O DONO DE TORRESMO É SEU ARI.
            TORRESMO É CORAJOSO. NÃO TEM MEDO DE BERRO DE BOI, NEM DE LATIDO DE CACHORRO.
            SEU ARI LEVOU O BURRINHO AO FERREIRO. AGORA TORRESMO ESTÁ DE FERRADURAS NOVAS. NÃO ESCORREGA MAIS NOS BARREIROS DAS ESTRADAS DE TERRA. SEU ARI ELOGIA O BURRINHO:
            - TORRESMO É UM BURRO INTELIGENTE! ELE NÃO SE AVENTURA POR LUGARES ONDE HÁ PERIGO. PROCURA SEMPRE LUGAR SEGURO PARA PASSAR COM A CARROÇA.
.............................................................................................................................................
 A GULOSA
nh
            ANINHA A ANDORINHA,
            ADORA XERETAR NA CASA DA VIZINHA.

            UM DIA, A VIZINHA, DONA TONINHA,
            FAZIA ROSQUINHAS E EMPADINHAS...

            ANINHA NÃO RESISTIU,
            VOOU DIRETO PRA DENTRO DA COZINHA.

            SEU PAPINHO BATEU PALMINHAS:
            - ISSO É MELHOR QUE MINHOQUINHAS!

            A GULOSA ANDORINHA ADOROU A EMPADINHA.
            SÓ QUE, DISTRAÍDA, NÃO VIU DONA TONINHA.

            - NADA DISTO, DANADINHA,
            NÃO NAS MINHAS EMPADINHAS!

            A GULOSA ANDORINHA
            SAIU DEPRESSINHA.
            MAS, ANTES, LEVOU
            UMA ROSQUINHA NO BIQUINHO...
.............................................................................................................................................
O PÁSSARO
ss
            CÁSSIA E MESSIAS PASSEAVAM PELO PARQUE.
DE REPENTE, MESSIAS VIU UM PASSARINHO NUM PESSEGUEIRO E DISSE:
            - CÁSSIA, OLHA ALI UM PÁSSARO! VAMOS PEGÁ-LO!
            ERA UM PÁSSARO DE ASAS ESCURAS E PEITO AMARELO. O PASSARINHO BICAVA UM PÊSSEGO.
            CÁSSIA DISSE A MESSIAS:
            - VAMOS DEIXAR O PASSARINHO SOSSEGADO. OS PÁSSAROS SÃO COMO NÓS. GOSTAM DE LIBERDADE.
            O PÁSSARO ASSUSTOU-SE COM OS MENINOS E VOOU.
.............................................................................................................................................

Follow Us @soratemplates